Conforme a última apuração realizada pela CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira), em apenas um ano, o número de startups de ensino cresceu 21%. Sendo um mercado em expansão, a concorrência é ampla, logo, ser notado pelo seu público é um desafio. Como gestor de uma EdTech, com certeza, você já compreende como as estratégias digitais são importantes para isso. Entretanto, além de saber o que fazer para colocá-las em prática, é preciso estar atento a quais erros de marketing podem impedi-lo de alcançar seus objetivos.

Para ajudar nessa missão, preparamos este conteúdo com as principais dicas do que evitar em ações desse tipo. Confira e aproveite!

1. Não prever erros de marketing digital

Parece até pessimista começar algo pensando no que pode dar errado. Contudo é com falhas nessa primeira dica que toda a estratégia da sua EdTech pode sair do esperado. Por isso, antes de iniciar qualquer método, planeje. Projete o que você fará hoje e quais serão seus desafios do futuro.

Elabore um plano de ação detalhado com passos específicos e alternativas para situações diferentes. Faça um benchmarking e estude a concorrência. Analise o que está gerando alcance ou não. Caso algo não aconteça como deveria, são os dados contidos nessa fase inicial que apontarão a solução mais ágil e adequada para contornar crises.

2. Não conhecer o seu público

Saber com quem você irá conversar definirá toda a sua comunicação. Assim, costumamos dizer por aqui que conhecer a sua buyer persona é um dos primeiros passos para o sucesso. Afinal, é ela quem ditará o seu tom, canais e a frequência de contatos. Demonstrar que você entende as características e valores dos alunos e seus responsáveis fará a diferença na escolha de uma instituição.

Se a sua EdTech atua no ensino de menores, lembre-se de falar com os pais sem deixar os estudantes de lado. Esse é um dos erros de marketing mais comuns. A nova geração tem suas próprias exigências e expectativas sobre as empresas. Um bom exemplo disso é o dado obtido pelo Spotify em seu Relatório Anual de Tendências da Cultura. Para 68% dos jovens, é essencial que as companhias exerçam um papel mais significativo na sociedade. Com essas informações, pode-se criar ações que mostrem a cooperação da sua marca em causas que são de interesse seu e do público.

3. Entrar em contato apenas na matrícula

Em escolas tradicionais, grande parte da verba do marketing costuma ser destinada a campanhas de matrícula. Porém, hoje, sabemos que manter um relacionamento com o prospect traz muito mais resultados do que apenas oferecer um serviço. Isso é tão relevante que um levantamento da Accenture revelou que 33% das pessoas desistem de comprar de marcas distantes de seus perfis. Logo, não dá para apenas enviarmos e-mails algumas vezes no ano.

Manter a presença digital é uma forma de transmitir os valores da EdTech e construir uma relação com a persona. Além disso, a cada interação, você obtém novos insights sobre o comportamento do público. Como o marketing digital se baseia em informações concretas para direcionar ações, quanto mais dados e contato, melhor.

[Webinar Gratuito]

Estratégias digitais para negócios B2B enfrentarem a crise.

Neste webinar gratuito gravado em uma participação da SMV Brasil, Vitor Guerson, CEO da Tsuru, esclarece como negócios B2B podem extrair bons frutos de estratégias de marketing digital nesse momento de crise mundial.

Acesse aqui e assista agora

4. Focar apenas em redes sociais

Por mais que as redes sociais sejam um canal poderoso, contar apenas com isso para atingir suas metas é um grande erro de marketing digital. Quer saber então qual é a melhor dica? Utilizá-las em complemento de outras ações é o que as tornará ainda mais eficientes. Se você produz conteúdo relevante em blog ou materiais ricos, utilize o feed da sua EdTech para divulgá-los, aumentando o alcance. Outro caso é o de que certos posts têm a capacidade também de fazer mais pessoas se cadastrarem em listas de e-mail.

Para definir seu cronograma de mídias, tenha em mente a jornada do consumidor. Leve em conta seus hábitos e quais as melhores opções para atingi-lo. De qualquer forma, lembre-se que a união e o trabalho conjunto de diferentes meios é o que trará bons resultados.

5. Esquecer de acompanhar as métricas

Você só saberá se o seu planejamento está no caminho certo se estiver atingindo suas metas. Portanto, defina indicadores de desempenho em sua estratégia. Comece pensando nos objetivos de cada ação: quantos leads devem ser gerados? Quantas conversões são esperadas? Qual o ROI esperado? Só a partir disso será possível analisar se o que foi determinado está performando como deveria.

Caso ela não esteja cumprindo o desejado, você consegue identificar o problema e consertá-lo. Um dos maiores benefícios do marketing digital é que ele permite adequar tudo conforme às novas informações adquiridas. Por outro lado, com tudo correndo bem na estratégia, você pode reinvestir no que está dando certo, otimizar ações e buscar metas mais ousadas.

Colocando em prática as dicas acima, com certeza, a sua EdTech não irá ficar atrás da concorrência no mundo digital. Mas agora que você sabe quais são os principais erros de marketing, que tal se aprofundar no assunto? No blog da Agência Tsuru, preparamos um material explicando quais são as 5 melhores estratégias para instituições de ensino fecharem negócios. Não perca!