Resumo do Singularity University Global Summit 2017 em São Francisco, CA/US, que circulou na internet recentemente. O evento trata sobre o futuro dos negócios, da tecnologia e da humanidade.

Singularity University Global Summit 2017 – Resumo do primeiro dia

  • São 1.600 participantes do mundo inteiro. 70% são estrangeiros. A maior delegação é a do Brasil.
  • Em 2030, mil dólares vão comprar poder computacional equivalente ao cérebro humano. Em 2050, mil dólares vão comprar poder computacional equivalente a todos os cérebros humanos juntos.
  • Em 2010 1.8 Bilhões de pessoas estavam conectadas à internet. Em 2017 são 3 Bi. Entre 2022 e 2025 será o mundo inteiro. Com mais conexões, mais oportunidades, mais gênios.
  • As próximas duas décadas serão diferentes de qualquer coisa que vivemos nos últimos cem anos.
  • Podemos prever empregos que serão absorvidos pela tecnologia. Mas não podemos prever quais empregos vão surgir a partir da tecnologia. A dificuldade é a velocidade com que isso está acontecendo.
  • 130 milhões de pessoas no mundo estão satisfeitas com o seu trabalho. Parece muito, mas em termos mundiais é nada.
  • Veículos elétricos tem 90% menos moving parts do que veículos tradicionais.
  • Na China todos os taxis serão elétricos até 2020.
  • O custo de um carro elétrico vai reduzir drasticamente nos próximos 5 anos. Razões: demanda e abundância.
  • Esqueçam os wearables. Estamos entrando na era dos insideables.

Singularity University Global Summit 2017 – Resumo do segundo dia

  • Human life is a software engineering problem.
  • As ferramentas do nosso tempo: big data e machine learning.
  • 3 bilhões de pessoas vivem com menos de 2,5 dólares. 80% da humanidade vive com menos de 10 dólares por dia.
  • 90% das enfermeiras que usam Watson da IBM seguem as recomendações do Watson.
  • Automação e inteligência artificial criarão empregos. Posso tornar qualquer coisa inteligente usando inteligência artificial e ganhar dinheiro com isso. Estados Unidos é o país mais automatizado do mundo e não perdeu emprego com isso.
  • No futuro teremos muito mais máquinas do que humanos.
  • Ensinamos da mesma forma há cem anos. Sistema educacional é resistente a uma mudança disruptiva. Que tal just in time education?
  • Nossas premissas sobre o mundo podem limitar nosso pensamento. E isso faz toda a diferença.
  • Organizações não mudam até que todas as pessoas mudem.
  • Líderes exponenciais não tentam mudar o mundo. Eles tentam mudar a si mesmo.

Singularity University Global Summit 2017 – Resumo do terceiro e último dia

  • Em 2020, 85% das interações com clientes será através de máquinas. E essa será uma das formas de se diferenciar dos concorrentes.
  • 75% dos millennials consideram a comunicação através de mensagens de texto uma opção de relacionamento com o cliente e tem duas vezes mais chance de se manter fiéis à empresas que oferecerem essa forma de comunicação com eles.
  • 30% dos millennials não possuem o ícone do telefone na tela principal dos seus smartphones.
  • Empresas hoje já produzem carne de frango e gado sem matar nenhum animal. A partir da célula animal.
  • 20% de todas as buscas em dispositivos móveis já são feitas por voz.
  • Veículos e objetos autônomos vão mudar as cidades profundamente.
    Criatividade, empatia e coragem são as habilidades do futuro.
  • As instituições de ensino que existem hoje, em sua maioria, foram criadas com pressupostos de 60 anos atrás. O ensino médio é a chave para mudar todo o sistema educacional.
    O principal problema da educação é cultural. Há cem anos é igual. Muitos falam de customizar ensino para crianças, mas a chave é customizar ensino também para os professores. Um a um. Até a mudança ocorrer.
  • O futuro da educação é learning by doing.
  • Vamos mudar a lógica de “vender carros” para “vender serviços de mobilidade”.
  • O mundo hoje está fazendo a transição da era industrial para a digital da mesma forma que anos atrás fazia da era agrícola para a industrial. Mas MUITO mais rápido.
  • Existem 2.6 bilhões de smartphones no mundo. E 9 vezes mais dados somente nos últimos DOIS anos.
  • As pessoas vão aprender dentro de uma lógica de “nano-learning”, e não de um longo investimento em educação para usar somente um percentual mínimo daquilo que se aprende. Todos terão um portfólio de trabalho, que será nano-desenvolvido.
  • Os maiores problemas do mundo são também as maiores oportunidades de negócio.
  • Robôs serão considerados uma opção de força de trabalho. Assim como hoje consideramos funcionários, terceiros, freelances e a crowd. Simples assim.
  • Ser exponencial é atualizar e se atualizar de tudo constantemente.
  • O Vale do Silício tem uma palavra para descrever fracasso. Se chama experiência.
  • Hoje existe abundância de capital, conhecimento, habilidades e tecnologia. Não há desculpa para não fazer as coisas. Não há limites. A única limitação é a nossa convicção e comprometimento de simplesmente ir e fazer.
  • Em poucos anos todos trabalharão para aprender, ao invés de aprender para trabalhar.

Fonte: Meio & Mensagem

E-BOOK

Aprenda a investir em Marketing Digital sem medo de errar!

Um guia básico com o passo a passo para pequenas e médias empresas atingirem e conquistarem clientes na internet.

Baixe aqui o e-book "Os primeiros passos para PMEs no Marketing Digital"

E-book: Facebook para negócios locais