Em um mundo cada vez mais digital, captar clientes pela Internet está longe de ser um artigo de luxo; é uma necessidade. Uma ferramenta se destaca neste cenário, uma vez que a sua eficácia, quando bem aplicada, faz com que as atenções se voltem para um negócio. É o e-mail marketing, que consiste em enviar e-mail para um público-alvo segmentado a fim de transformar leads em clientes.

O advento de redes sociais, como o Facebook, por exemplo, estreitou as relações, mas não pôs fim ao hábito de acessar uma conta de e-mail no dia a dia. Estima-se, inclusive, que um único usuário acesse o seu correio eletrônico pelo menos 6 vezes por dia, o que mostra a força da ferramenta e a oportunidade que ela representa para que estratégias de marketing que visam potencializar ações de empresas possam ser aplicadas. No caso de clínicas, no que diz respeito à captação de pacientes, ela é um poderoso braço direito.

Seria o e-mail marketing um tipo de SPAM?

Não mesmo. Engana-se quem confunde uma coisa com a outra. Enquanto o e-mail marketing concentra o seu disparo de informações a um público selecionado, isto é, que previamente autorizou, – que solicitou, sobretudo – o envio de mais dados acerca de um assunto de seu interesse, o SPAM é um disparo aleatório, inconveniente, insistente, não focado em um público específico.

De que modo as pessoas autorizam o recebimento das mensagens?

Vejamos o caso de uma clínica, por exemplo. Após acessar o blog da sua empresa e gostar do seu conteúdo, uma pessoa tem a opção de receber mais informações via outro canal. É aí que entra em cena o e-mail marketing. Outra forma de intensificar a fidelização e fazer com que o visitante espontaneamente tope continuar recebendo mais conteúdo se dá através de e-books, uma vez que ao fazer o download deste material, ele tem a opção de fornecer seus dados para continuar recebendo atualizações sobre o assunto que é de seu interesse. Está aí a oportunidade de a sua clínica iniciar e manter um diálogo com um público potencial, que só precisa de um empurrãozinho para se tornar um paciente.

Vantagens do e-mail marketing

Uma das principais vantagens da ferramenta é o seu custo reduzido. Aliado a isso, está o fato de ela mirar em cada tipo de público e fazer o disparo de e-mails atendendo às necessidades de cada grupo, a fim de atender aos interesses de cada um. Deste modo, a mensagem enviada tem mais chances de atender às expectativas de quem a solicitou, o que encurta o caminho rumo à conversão, isto é, à transformação de leads em clientes.

Para um lead se transformar em cliente, você deve enviar conteúdos complementares que são de seu interesse, que ajudem esse lead a entender o problema pelo qual está passando, quais são as opções de tratamento, entre outros. Esses contatos, ávidos por mais informações, esperam receber constantemente conteúdo de muita qualidade. A isso chamamos de nutrição de leads, uma vez que se refere ao empenho em manter esse público sempre abastecido de tudo o que se refere à sua clínica, o que faz com que ele se aproxime cada vez mais de seu negócio, tornando-se um lead qualificado.

Que tipo de conteúdo compartilhar?

Isso varia de uma clínica para outra, mas é óbvio dizer que assuntos relacionados à área médica, à área de saúde são fundamentais para manter a atenção dessas pessoas. Que tal compartilhar informações sobre tratamentos? Você pode também dar dicas de alimentação saudável, desvendar mitos da área de saúde, falar sobre a importância de visitas regulares ao médico, enfim, cabe a você despertar a curiosidade dessas pessoas, de modo que elas se interessem pelo conteúdo produzido e esperem receber cada vez mais e-mails em suas caixas de mensagens. Assim, a marcação de uma consulta em sua clínica física tende a ser uma positiva consequência.  

É preciso estimular o relacionamento para que o público sinta-se motivado a se tornar um paciente da sua clínica. Investir em e-mail marketing só vai aproximá-lo desse objetivo e fazer com que a sua empresa seja uma referência, uma vez que fala com propriedade sobre assuntos ligados à saúde e por estar sempre disposta a enviar enriquecedoras atualizações ao seu potencial público.

[Webinar]

Não deixe o seu marketing em quarentena. Saiba o que fazer!

Webinar sobre os desafios da quarentena para o mercado e ações práticas de marketing que você pode executar para diminuir os impactos da crise e te ajudar a passar por este momento.

Acesse aqui e assista agora

É preciso estimular o relacionamento para que o público sinta-se motivado a se tornar um paciente da sua clínica.

Como conquistar uma boa lista de e-mails?

Antes de qualquer coisa, sequer pense na possibilidade de comprar uma lista. O volume de contatos é inversamente proporcional ao resultado que esse tipo de ação gera. Não vale a pena.

Além de produzir conteúdo relevante, que fará com que as pessoas espontaneamente deixem seus contatos, conforme falamos mais acima, você também pode recorrer a Landing Pages (clique aqui para entender do que se trata) e ter um campo no seu site ou blog para oferecer newsletter.

Boa prática: comunicação personalizada

Que tal chamar cada lead pelo nome? Que tal também gerar um conteúdo com uma linguagem mais informal, mais amigável e se desprender um pouco do tom corporativo, que é demasiadamente sisudo? Quanto mais próximo do seu público estiver, melhor para a sua clínica.

Faça a mensuração de resultados

Outra boa e muito eficaz prática é a mensuração, que pode ser tanto sobre a taxa de abertura, quanto sobre os links clicados. Tenha o controle disso tudo para estar ciente do tipo de conteúdo que mais gera acessos ao seu site e para continuar oferecendo ao seu público o melhor em termos de informações sobre a sua clínica. Deste modo, você aumenta as chances de fazer dessas pessoas seus pacientes. É ou não é um ótimo negócio?

Investir em e-mail marketing é uma solução muito prática e muito vantajosa para clínicas que querem espalhar conhecimento e, com isso, captar mais pacientes. Quer saber mais a respeito? Fale conosco!

Campanha Planejamento 2021