Um dos recursos de métricas mais usados da internet sofrerá grandes mudanças em breve. Recentemente, a Google anunciou a nova propriedade de sua plataforma de monitoramento e análise, o Google Analytics 4. De acordo com a big tech, todos os atributos com o padrão Universal deixarão de processar visitas em julho de 2023. Já as do 360, interromperão esse trabalho em outubro do mesmo ano. Contudo, os clientes poderão acessar fatos gerados previamente por seis meses após o prazo. 

A justificativa para a mudança é registrar de forma mais segura as informações relacionadas ao público. Assim, o GA4 opera em todas as plataformas e usa um modelo de dados baseado em eventos para fornecer medição centrada no usuário. Desse jeito, a nova versão foca na privacidade, utilizando machine learning para melhorar o ROI e, consequentemente, os resultados de marketing digital. 

Se você vai começar a utilizar essa novidade agora e ainda está um pouco confuso sobre como ela funciona, não se preocupe! Neste artigo, nós explicaremos o que é o Google Analytics 4 e o seu impacto nas análises dos negócios. Boa leitura!

O que é o Google Analytics 4?

O Google Analytics 4 é uma atualização da ferramenta de análises da Google que vem para solucionar problemas e reclamações das opções antigas. Além disso, ele introduz novas funcionalidades na mensuração comportamental de usuários. Para quem nunca teve contato, ele funciona como um histórico de ações do momento em que um visitante entra em um site até sua saída. A partir da base, é possível entender a interação e melhorar a experiência para otimizar conversões.

Conforme entrevista de Russell Ketchum, diretor de produtos do Analytics, para a revista eletrônica Canaltech, o GA4 é focado em um objetivo. “Ele ajuda as empresas a atenderem necessidades em evolução e expectativas dos usuários, com controles abrangentes e granulares para coleta e uso de dados“, disse. Ainda, o diretor reforçou que a atualização está em sintonia com as leis recentes de privacidade, como a LGPD. Dessa forma, é capaz de apresentar noções eficientes sem o armazenamento de cookies

Como um dos negócios que mais usava essa prática para fornecer serviços, tomar a frente da discussão representa um grande passo no combate aos crimes virtuais. Entretanto, isso não significa que sua entrega estratégica seja menos significativa. Segundo o especialista, o Google Analytics 4 usa métodos estatísticos para criar uma inferência de indicadores. Algo semelhante aos grupos demográficos de pesquisas de opinião pública. Também conta com anonimização automática de endereços IP e não retenção de informações por tempo indefinido.

Quais são os benefícios do Google Analytics 4? 

Pensada para aprimorar experiências, a atualização apresenta diversas melhorias baseadas em necessidades antigas. Nela, foram feitas adaptações sobre privacidade, inteligência artificial e o futuro de web analytics. Para quem busca respostas, é bom saber que toda interação do visitante é considerada um evento de métrica. Até mesmo itens corriqueiros como visualizações de página, cliques em links, scrolls, views em vídeos e download de arquivos. 

Contudo, o design ganhou uma interface que mostra elementos mais relevantes no lugar de gráficos estáticos. A seguir, listamos os principais benefícios que o Google Analytics 4 oferece para melhorar metas e resultados. Confira. 

[Webinar Gratuito]

Marketing Digital para Indústrias: como atrair tomadores de decisão.

Neste webinar gratuito gravado em uma participação da SMV Brasil, Vitor Guerson, CEO da Tsuru, esclarece como utilizar estratégias digitais para atrair tomadores de decisão, conduzir toda a jornada desse decisor e de fato gerar fechamentos de negócios, ao final.

Acesse aqui e assista agora

1. Rastreamento de sites e aplicativos

Além de monitorar o desempenho de sites como antigamente, o GA4 possibilita o rastreamento de sites e aplicativos. Nele, também é possível fazer isso em conjunto. Isso é algo especialmente útil para desenvolvedores e lojas virtuais. Pois, desse modo, pode-se contar com uma análise muito mais rápida e direta. 

2. Facilidade no rastreamento

Uma série de ações e eventos predefinidos eliminam a necessidade de configurações manuais. Nessa nova versão, você pode acompanhar itens e conversões sem precisar aprender a criar ou editar códigos. Porém, essa ideia serve apenas para formas básicas de rastreamento. Para terceiros, ainda serão necessários parâmetros personalizados para envio de formulários e medição entre domínios.

3. Relatórios aprimorados 

A maior parte da interface do usuário do GA4 se manteve a mesma, mas com algumas novas funções para visualização e relatórios. A verificação de documentos adicionais melhorou bastante. No Centro de Análise, são criadas séries de gráficos a partir de uma galeria de modelos. Lá encontramos itens relacionados à análise de funil, exploração, sobreposição de segmentos, análise de caminho, entre outras utilidades. 

4. Métodos modernos de rastreamento

Em um mundo sem cookies e com cada vez mais preocupação com a privacidade dos usuários, o Google Analytics 4 surpreende. Ele preenche lacunas de informações por meio do machine learning e da IA, permitindo que você rastreie qualquer pessoa usando apenas o seu site. Isso dispensa totalmente a necessidade de dados de terceiros. 

5. Visão completa da jornada do usuário

O rastreamento por ID do GA4 torna mais fácil mapear movimentações em diferentes plataformas, conforme a interação com o conteúdo. Isso possibilita, aos proprietários de sites, uma visão completa da jornada do usuário com insights aprofundados. Também houve mudança na forma como é medido o engajamento com a página. Diferente do modelo anterior, que considerava quem saía sem realizar ações, agora a lógica é invertida. A preocupação é entender quem chega, fica e qual a vantagem disso.

Com data certa para entrar em vigor, o Google Analytics 4 não para de evoluir. Recebendo melhorias dinâmicas, o trabalho está só começando, mas já podemos aproveitar os benefícios dessa novidade. Para uma transição tranquila, sugerimos iniciar com o dual tagging – coleta de dados em paralelo nas duas versões. Nesse meio tempo, você entenderá como esses novos recursos podem lhe gerar mais resultados. Já que o assunto é inovação, o que você sabe sobre o metaverso? No blog da Agência Tsuru, preparamos um conteúdo explicando sobre esse e outros termos que estão em alta no mundo digital, confira!