Por mais que a sua empresa preste serviços na área da tecnologia, pode ser que o seu marketing digital ainda esteja engatinhando quando o assunto é inovação. Atrair clientes, estudar os canais mais atrativos, analisar as taxas de conversão e operacionalizar a melhor forma de vender o seu negócio são tarefas que demandam tempo e conhecimento 

boa notícia é que a internet traz uma série de opções e estratégias que podem ser adaptadas para empresas de todos os portes. Hoje, não são apenas os grandes que têm um marketing de qualidade à disposição. Mas, para aproveitar desse potencial, é preciso estar disposto a quebrar alguns paradigmas e pensar diferente. 

Neste artigo, vamos mostrar 3 formas de inovar no marketing digital, mesmo que a tecnologia já seja o cerne do seu negócio. 

3 dicas para empresas de tecnologia inovarem no marketing digital 

Independente de qual seja o produto ou serviço que você oferece, é inegável que este é um ótimo momento para as empresas de tecnologia. Só para se ter uma ideia, em 2019, setor de TI movimentou cerca de US$ 86 bi. Para 2020, era esperado um crescimento de 4,9% no mercado nacional. Então, veio a pandemia e, com ela, alguns impactos no setor. Porém, de acordo com o estudo “IDC WW COVID-19 – Impact on IT Spending Survey”, mesmo que as previsões sejam mais modestas para 2021, ainda é possível observar o crescimento. 

Ou seja, existe demanda e o mercado está pronto para investir em tecnologia. Mas e como você vem se posicionando para que, dentre tantas opções, a sua solução seja a escolhida pelo cliente? É aqui que o marketing digital entra para fazer a diferença. 

1. Entenda de marketing digital, mas não muito

Quem trabalha com tecnologia sabe que tudo muda, o tempo todo. Com o marketing digital acontece a mesma coisa. Não apenas na esfera do que pode ser feito, mas, tambémpara quem deve ser feitoEntender quem é o seu público, como atingi-lo e se posicionar junto a ele é o pilar que sustenta todas as ações. E, acredite, o comportamento do consumidor, seja ele B2C ou B2B, vem se transformando rapidamente. 

Então, além de decifrar a buyer persona, é preciso criar os conteúdos e estruturar os canais para atingi-la. É importante que você saiba e compreenda o que o seu marketing digital está fazendo, mas tenha cuidado para desviar a atenção do que é, de fato, essencial para o crescimento do seu negócio ― como a inovação e melhoramento dos seus produtos ou serviços. Por isso, é importante contar com uma equipe ― interna ou externa ― que possa assumir integralmente essa demanda. 

[Webinar]

Não deixe o seu marketing em quarentena. Saiba o que fazer!

Webinar sobre os desafios da quarentena para o mercado e ações práticas de marketing que você pode executar para diminuir os impactos da crise e te ajudar a passar por este momento.

Acesse aqui e assista agora

2. Invista na automação

As rotinas do marketing digital podem ser complexas, com tantos relatórios, análises e decisões que precisam ser tomadas instantaneamente. Acompanhar a jornada do lead, qualificá-lo e organizar as ações fica muito mais fácil com a ajuda da tecnologia. Hoje, já é possível encontrar softwares que automatizam essas funções. Isso, claro, representa um enorme ganho de tempo e eficiência das operações. 

Contar com esse recurso, inclusive, é determinante para o sucesso de qualquer estratégia. Isso porque pouco adianta gerar um conteúdo que atraia leads e não conseguir distribuí-los nas etapas do funil de vendas corretamente.  

3. Explore todo o potencial do Google

Quando você procura por uma empresa, provavelmente, recorre ao Google, certo? A sua buyer persona, também! E mesmo com tanta concorrência, esse é um terreno fértil para quem precisa de visibilidade. Mas, para isso, é preciso fazer do jeito certo. Existem três formas consagradas de conseguir um bom ranqueamento no buscador, que você confere abaixo. 

  • Google Adsaqui, estão os anúncios pagos. Mas só pagar por ele não garante que os seus estarão na primeira página. Outras empresas também se interessam pela mesma palavra-chave que você, então, é preciso haver alguns “critérios de desempate”. O valor, claro, é um deles, mas a relevância do seu material e página para a qual o usuário será direcionado têm peso nessa seleção. 
  • SEOtécnicas que otimizam o conteúdo de acordo com o que os algoritmos do Google consideram mais importante. Este artigo, por exemplo, foi escrito de acordo com essas orientações. Saber quais elas são é o que fará com que o seu site ou blog fique mais “amigável” para o buscador. 
  • Vídeos: o YouTube não é nenhuma novidade, mas poucos ainda dão a atenção que ele merece nos planejamentos de marketing digital. Vale lembrar que essa plataforma é o segundo maior buscador do mundo, então, é mais um ponto de contato que deve ser explorado. 

Como você pôde ver, o marketing digital engloba muitas frentes e todas elas podem ser utilizadas por empresas de tecnologia. Saber como e para quem divulgar o seu negócio é o primeiro passo para gerar leads qualificados e, consequentemente, aumentar as conversões. 

Para continuar por dentro das últimas novidades do marketing digital para empresas de tecnologia, acompanhe nosso blog! 

Campanha Planejamento 2021