A pandemia de Covid-19, que eclodiu em 2020, modificou estruturas de toda a sociedade e fez com que a transformação digital avançasse consideravelmente. Isso porque, com o isolamento social, as pessoas ficaram mais em casa e distantes umas das outras fisicamente. Mas com o uso da internet puderam se conectar. E isso mudou, também, o comportamento delas como consumidoras. Todas essas transformações intensificaram o mercado digital.

Para falar mais sobre esse assunto, criamos este artigo. Nele, trouxemos dados importantes do mercado e dicas de como se reinventar no pós-pandemia. Continue a leitura e saiba mais!

Veja alguns dados da pandemia no mercado digital

Antes mesmo da pandemia, o mercado digital vinha ganhando destaque, mas esse momento que trouxe crise para muitos setores, deu um empurrãozinho para o on-line. Tanto que, de acordo com um relatório do movimento Compre&Confie, mais de 20 milhões de novos consumidores realizaram uma compra em e-commerce no Brasil, pela primeira vez.

Outro estudo que traz dados importantes acerca da mudança do comportamento do consumidor é Consumo e Pandemia: As mudanças de hábitos e padrões de comportamento provocados pelo coronavírus, da Veja Insights. Também, diz que 62% dos entrevistados passaram a frequentar menos as lojas físicas. Ainda, apresenta que 39% disseram que passaram a encomendar mais produtos de formas variadas pela internet.

Isso mostra que os negócios precisam investir no mercado digital para poderem atender a esses novos clientes. Por isso, trouxemos outros números significativos que demonstram que, na pandemia, muitos negócios já começaram a investir mais no on-line. O Panorama PMEs: Os impactos da Covid-19 e os passos para a retomada, realizado pela nossa parceira Resultados Digitais, diz que:

  • 21,9% dos entrevistados contrataram softwares de gestão de mídias sociais;
  • 21,5% adquiriram softwaresde automação de marketing e vendas;
  • 19,2% fizeram aplicações em lojas virtuais;
  • 12,8% investiram em serviços de deliveryon-line.

As empresas que já vinham se preparando e acompanhando a transformação digital tiveram menos dificuldade em implementar a tecnologia em suas rotinas. Mas muitas precisaram construir uma nova realidade. Outro estudo da Resultados Digitais, Maturidade do Marketing Digital e Vendas no Brasil, aponta que 94% das empresas escolheram marketing digital como estratégia de crescimento. Também, diz que 91% das organizações estão presentes nas redes sociais.

Como as empresas podem se reinventar

Os números que trouxemos demonstram que o consumidor está mais no ambiente on-line e, por isso, as empresas precisam investir no mercado digital. Algumas, inclusive, começaram a fazer o novo marketing agora na pandemia. Mas e o que fazer no cenário pós-Covid-19? Para responder a essa pergunta, temos 3 dicas para você criar as suas estratégias. Todas elas são grandes tendências que já estão se consolidando. Veja!

1. Atendimento on-line

Uma das reclamações de muitas pessoas sempre foi a espera para serem atendidas pela equipe de suporte. Antigamente, para falar com as marcas, somente se o consumidor fizesse uma ligação para o Serviço de Atendimento ao Consumidor. Mas, atualmente, essa realidade mudou! Hoje é preciso oferecer um contato on-line.

Algo que já vem sendo bastante utilizado pelas empresas é o chatbot. Ele faz esse serviço de SAC, pois, geralmente, são programados para darem suporte aos clientes com as perguntas e respostas mais frequentes e, quando não conseguem resolver o problema, passam o atendimento para um profissional da empresa. Um destaque é que podem ser usados para automatizar conversas do Messenger, Instagram e WhatsApp.

Já no B2B, outros dois canais on-line extremamente eficientes e que se destacaram foram o e-mail e as famosas videochamadas, que atuam em conjunto no suporte e no pós-venda. Com o atendimento podendo ser personalizado para cada empresa, as equipes técnicas se modernizaram e, agora, falam diretamente em tempo real com os consumidores, esclarecendo suas dúvidas e dando o respaldo necessário.

 

[Webinar Gratuito]

Estratégias digitais para negócios B2B enfrentarem a crise.

Neste webinar gratuito gravado em uma participação da SMV Brasil, Vitor Guerson, CEO da Tsuru, esclarece como negócios B2B podem extrair bons frutos de estratégias de marketing digital nesse momento de crise mundial.

Acesse aqui e assista agora

2. Experiência do consumidor

Esse é outro ponto muito importante e que está ligado ao anterior. Afinal, para garantir uma boa experiência, o consumidor precisa ficar satisfeito com o contato. Mas esse não é o único quesito do também conhecido customer experience.

Vamos usar uma loja de perfumes, como exemplo. Na loja física, o ambiente é preparado estrategicamente para receber o cliente. Lá, ele consegue sentir o aroma dos produtos, tirar dúvidas com o atendente, escolher opções de pagamento e muito mais.

Porém, nem todos esses recursos podem ser disponibilizados em uma loja virtual. Uma solução é apresentar todas as informações das fragrâncias, de forma fácil e que permita ao consumidor escolher de acordo com o seu gosto. Também, é indispensável preparar os canais de atendimento virtual para responder todas as dúvidas.

Já no mercado digital corporativo, a experiência do consumidor teve que ser levada a outro nível, providenciando palestras, consultorias e treinamentos on-line periódicos. A ideia aqui é que a marca esteja cada vez mais presente no dia a dia do usuário. Além disso, busca garantir o uso correto dos produtos e serviços oferecidos e possibilita que a relação entre empresas não seja perdida por causa da distância física.

Mas, tanto para o B2C quanto para o B2B, é indispensável que se mantenha a identidade visual da empresa. Isso facilita o reconhecimento e desperta a familiaridade do consumidor com a marca.

Uma excelente estratégia para pôr em prática as ações é aplicando a jornada de compras. Assim, será possível entender o comportamento dele e antecipar ações para agradá-lo e retê-lo.

3. Marketing digital

Como falamos, a presença das pessoas na internet aumentou consideravelmente. Então, é indispensável elaborar estratégias de marketing digital para levarem seus clientes a comprarem nos sites e aplicativos. Além disso, essa modalidade de marketing, reúne diversas táticas.

Uma delas, por exemplo, é fazer Marketing de Conteúdo, um recurso que visa a atrair clientes por meio da criação de um conteúdo relevante. No meio de tantos anúncios que são criados todos os dias, diferenciar-se produzindo um material útil e inspirador é a chave para criar empatia com seu público e mantê-lo engajado, seja quando ele vai consumir informação ou seu produto.

Mas para saber quais estratégias usar, é indispensável conhecer sua audiência e saber em quais canais ela está. Então, deverá ser criado um planejamento estratégico e executar as ações nele definidas.

De fato, o mercado digital sofreu grandes mudanças com a pandemia e, somente aqueles que acompanharem seu público, conseguirão obter resultados positivos. Aproveite e leia, também: Falta de um planejamento estratégico: como isso impacta seu marketing digital?