2014 promete ser o ano do Google+. A rede social, que desde o seu lançamento não causou grande impacto e nem de longe conquistou tanta popularidade quanto o Facebook, tem investido fortemente para, finalmente, decolar. Para driblar este problema, uma nova função entrou em cena. A proposta da rede agora é reunir, organizar e personalizar todos os serviços do Google em torno do usuário.

Em entrevista ao Mint, Steve Grove, um de seus executivos, a empresa está “consolidando vários serviços diferentes, então hoje a busca, o YouTube, a loja de apps do Google Play… tudo isso se liga ao Google+. E a razão para isso é que o Google+ é mais ou menos a próxima versão do Google”. Grove disse também que o objetivo é “trazer pessoas interessantes para a plataforma para gerar conteúdo”. E concluiu: “Google+ é uma rede social centrada no conteúdo. Temos uma grande quantidade de conteúdo valioso de parceiros porque eles estão postando coisas especificamente para Google+”.

O executivo acredita também que tais mudanças têm grande valor, uma vez que as buscas apresentam resultados da rede social e, deste modo, mostram quão importante é estar logado antes de fazer uma pesquisa. Para ele, isso atrairá novos usuários e o Google+ conquistará, enfim, uma posição de destaque, bem diferente da ocupada à época de seu lançamento.

Além de promover a rede social, outra intenção da empresa ao concentrar seus serviços em torno do usuário é diminuir o número de “trollagens” nos comentários do YouTube, embora isso não tenha se mostrado exatamente eficaz. Pelo menos não por enquanto. Apesar de o recurso ter recebido críticas negativas, o serviço irá mantê-lo. Vamos ver no que isso vai dar…

O Facebook, seu principal concorrente, embora ainda conte com um impressionante número de usuários (1,15 bilhão), já começa a apresentar os primeiros sinais de cansaço. O Google+, apesar de ainda não ter conquistado o público como pretendia, não faz feio. Segundo uma contagem recente, a rede tem agora 343 milhões de usuários. Um número que, obviamente, não deve ser desprezado.  Provavelmente o melhor caminho a seguir seja mesmo torná-lo cada vez mais responsável por promover a integração dos resultados de buscas com os usuários da própria rede. O fato é que muita coisa ainda precisa ser feita; no entanto, é inegável que a empresa tem se esforçado muito para mostrar a que veio.

[Webinar Gratuito]

Estratégias digitais para negócios B2B enfrentarem a crise.

Neste webinar gratuito gravado em uma participação da SMV Brasil, Vitor Guerson, CEO da Tsuru, esclarece como negócios B2B podem extrair bons frutos de estratégias de marketing digital nesse momento de crise mundial.

Acesse aqui e assista agora

google-plus-search-plus-your-worldComo o foco é o conteúdo, empresas interessadas em promover na web seus produtos e serviços devem estar atentas a isso. Marcar presença na rede é o primeiro passo, embora ela ainda não traga resultados muito expressivos. Manter uma certa regularidade nas postagens também. Lembre-se que as buscas personalizadas agora apresentam resultados do Google+ e isso significa que ter uma participação mais ativa agora pode se refletir positivamente lá na frente.

Se você ainda tem muitas dúvidas e pretende fazer de sua empresa mais atuante nessa que é a grande promessa do Google, fale conosco! A Tsuru irá mostrá-lo o caminho das pedras, isto é, a melhor maneira de explorar esta rede social que tem tudo para acontecer em 2014.